[metaslider id=2448]

Sobre

A Rede de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia Assistiva: ações integradas entre Engenharia Mecânica e Design (RPDTA) têm como objetivo fomentar e consolidar a área de Pesquisa em Tecnologia Assistiva, através da formação de uma rede de cooperação entre universidades (UFPR, UFSC, UNESP e UTFPR) em seus respectivos Programas de Pós-Graduação de: Engenharia Mecânica, Design e Engenharia de Produção (no âmbito da Engenharia de Produto e da Ergonomia).

A parceria proposta não se refere apenas à integração entre grupos de pesquisa, mas sobretudo destaca-se a integração de áreas de conhecimentos ímpares e fundamentais para o desenvolvimento da Tecnologia Assistiva sendo estas a Engenharia Mecânica, Engenharia de Produto e o Design.

A RPDTA visa o desenvolvimento de produtos customizados para pessoas com deficiência. Nesse contexto, contribuirá para a inclusão dessa população historicamente marginalizada, através de produtos que levem em consideração as suas diferenças e/ou limitações em atividades da vida diária.

As tecnologias atuais para desenvolvimento de dispositivos customizados são bastante artesanais, implicando em desconforto, imprecisão e longo tempo para sua confecção. Os processos tradicionais de manufatura possuem limitações em relação ao custo e tempo de obtenção. O uso de modernas tecnologias, como o escaneamento 3D, tomografia computadorizada e a impressão 3D (manufatura aditiva) permitem a obtenção e a fabricação da geometria exata adaptável ao usuário.

A metodologia desenvolvida será disponibilizada para permitir que outras instituições ou empresas melhorem os seus processos produtivos e aumentem a qualidade de seus produtos. Entre os resultados esperados destaca-se a melhora na qualidade de vida dos usuários que aumentarão a sua independência, autoestima e poderão estar aptos para inseridos futuramente no mercado de trabalho.

O aspecto científico da RPDTA contribui com a estruturação de métodos de desenvolvimento de Tecnologias Assistivas a serem aplicados na formação de recursos humanos. Estes, através do contato com modelos e sistemas de soluções podem gerar uma série de produtos, avaliações, análise de processos e novas tecnologias que atendam a demanda de Tecnologias Assistivas em várias áreas da sociedade e campos de conhecimento.

O impacto da RPDTA torna-se grande no momento que integra o desenvolvimento de métodos embasadas em aplicações práticas, a exploração organizada de modernas tecnologias e a inovação em produtos, buscando-se o estado da arte em desenvolvimento de produtos e processos de apoio para a Tecnologia Assistiva.

Os resultados das pesquisas realizadas estão divulgadas em diversos artigos, trabalhos de conclusão de curso, dissertações e teses publicados, bem como no pedido de patentes, como: A representação tridimensional cromática e sistema de código de cores para pessoas cegas ou com baixa visão (UFPR); Topotubo: Sistema de auxílio aprendizagem de geometrias aplicado a orientação e mobilidade para pessoas cegas e com baixa visão (UFPR).

Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Universidade Federal do Paraná
Setor de Tecnologia

Prédio da Engenharia Química - Térreo
Centro Politécnico - Jardim das Américas
Caixa Postal : 19011 | CEP: 81531-990
cceq@ufp.br | 55 (41) 3361-3057
Curitiba (PR), Brasil

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Universidade Federal do Paraná
Setor de Tecnologia

Prédio da Engenharia Química - Térreo
Centro Politécnico - Jardim das Américas
Caixa Postal : 19011 | CEP: 81531-990
cceq@ufp.br | 55 (41) 3361-3057
Curitiba (PR), Brasil

Imagem logomarca da UFPR

©2019 - Universidade Federal do Paraná -

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR