Sobre o PIPE

[multilanguage_switcher]

O Programa de P√≥s-Gradua√ß√£o em Engenharia e Ci√™ncia dos Materiais da Universidade Federal do Paran√° (UFPR), mais conhecido pelo acr√īnimo PIPE, √© um programa multidisciplinar que confere em seus cursos os graus de Mestre e Doutor em Engenharia e Ci√™ncia dos Materiais. Para obter o grau de Mestre requer-se um m√°ximo de 2 anos de estudos e a reda√ß√£o e defesa de uma disserta√ß√£o. O grau de Doutor pode ser obtido em um m√°ximo de 4 anos e o desenvolvimento de uma tese.

O PIPE √© capaz de promover colabora√ß√Ķes entre diferentes √°reas, sobretudo a F√≠sica, a Qu√≠mica e as Engenharias, utilizando uma abordagem multidisciplinar para alcan√ßar o avan√ßo da Ci√™ncia e Tecnologia na √°rea de Materiais. Por esta raz√£o, o PIPE est√° enquadrado √°rea de Materiais no QUALIS da CAPES.

Para enfrentar as demandas e desafios da ind√ļstria moderna, o PIPE oferece programas de ensino e pesquisa que acompanham as tend√™ncias mais atuais em Materiais novos e avan√ßados, assim como metodologia de opera√ß√£o, s√≠ntese e design de Materiais.

Atualmente o programa tem uma √ļnica √°rea de concentra√ß√£o, a Engenharia e Ci√™ncia dos Materiais, dividida em 5 linhas de pesquisa principais:

  1. Energias renováveis e não renováveis: Desenvolvimento de Materiais para diferentes setores de energia, com foco em células de combustível, baterias, componentes e processos diversos do setor de petróleo e biodiesel e ainda em materiais que visam o aproveitamento da energia solar e biomassa. Relação entre os diferentes processos de geração de energia e os materiais que permitem atender as exigências de cada processo.
  2. Biomateriais: biocompatibilidade e aplica√ß√Ķes:¬†Estudo e desenvolvimento de biomateriais e suas aplica√ß√Ķes na √°rea biom√©dica, desde a prepara√ß√£o do biomaterial, tratamento superficial, ensaios de biocompatibilidade e resposta bioativa, incluindo a an√°lise do processo de osseointegra√ß√£o. An√°lise da resposta biol√≥gica em testes in vitro e in vivo. Inclui a an√°lise de aplica√ß√Ķes biom√©dicas, passando pelo uso de metais, materiais cer√Ęmicos, comp√≥sitos e pol√≠meros at√© como materiais nanoestruturados em biologia e medicina. Procura-se estudar as propriedades f√≠sicas, mec√Ęnicas e de rea√ß√Ķes qu√≠micas na intera√ß√£o com organismos e tecidos org√Ęnicos.
  3. Materiais de Engenharia: ¬†Estudo e desenvolvimento de materiais met√°licos, cer√Ęmicos, polim√©ricos e comp√≥sitos visando aplica√ß√Ķes nas mais diversas √°reas da engenharia, como engenharia mec√Ęnica, el√©trica, qu√≠mica e ambiental, passando pelo processamento e caracteriza√ß√£o f√≠sica e qu√≠mica dos materiais, como envelhecimento, degrada√ß√£o, propriedades mec√Ęnicas, el√©tricas, magn√©ticas, √≥pticas e t√©rmicas, qu√≠micas, morfol√≥gicas e estruturais.
  4. Simula√ß√£o e modelagem de materiais:¬†Utiliza√ß√£o de modelos te√≥ricos de primeiros princ√≠pios ou fenomenol√≥gicos e m√©todos computacionais na simula√ß√£o e otimiza√ß√£o de sistemas f√≠sicos de interesse, indo desde a modelagem de materiais nanoestruturados at√© equipamentos e processos na √°rea de petr√≥leo e biorreatores, buscando relacionar resultados experimentais com modelos √ļteis na descri√ß√£o de propriedades f√≠sicas e qu√≠micas de materiais, sistemas e dispositivos.
  5. Tecnologia de superf√≠cies, filmes e interfaces:¬†Esta linha de pesquisa visa a produ√ß√£o experimental e caracteriza√ß√£o de propriedades f√≠sicas e qu√≠micas de superf√≠cies e filmes finos com potenciais aplica√ß√Ķes em engenharia, bem como, o estudo da intera√ß√£o entre materiais e efeitos interfaciais. Os estudos te√≥rico-experimentais buscam compreender os efeitos de dimensionalidade e estrutura nas propriedades f√≠sicas e qu√≠micas de filmes e superf√≠cies, passando pela an√°lise de desempenho, estabilidade, propriedades mec√Ęnicas, el√©tricas, magn√©ticas e √≥pticas.

 OBJETIVOS DO PROGRAMA PIPE

  • Forma√ß√£o de Recursos Humanos de excel√™ncia, nos n√≠veis de Mestrado e Doutorado, bem como acolhendo jovens p√≥s-doutorandos, para atuar em universidade e empresas na √°rea de Engenharia e Ci√™ncia dos Materiais, como professors e pesquisadores;
  • Avan√ßar o conhecimento de ponta na √°rea da Ci√™ncia dos Materiais e suas aplica√ß√Ķes, o que pode ser medido atrav√©s dos altos √≠ndices de produ√ß√£o cient√≠fica de qualidade em peri√≥dicos de alto fator de impacto, bem como atrav√©s do dep√≥sito de patentes. Dessa forma busca tamb√©m aproximar o conhecimento cient√≠fico desenvolvido ao setor produtivo.

PERFIL DO EGRESSO

Os Mestres e Doutores egressos do PIPE devem ser capazes de atuar como professores, cientistas e cidadãos capacitados na tarefa de disseminar a Ciência. O egresso do programa é um profissional competitivo com potencial para atuação em:

  • Atividades de ensino
  • Desenvolvimento de pesquisa cient√≠fica com car√°cter fundamental ou aplicada
  • Desenvolvimento de pesquisa com base tecnol√≥gica em centros de Pesquisa ou laborat√≥rios do setor produtivo
  • Coordena√ß√£o de projetos de pesquisa
  • Coordena√ß√£o de atividade de inova√ß√£o tecnol√≥gica
  • Coordenar atividade de transfer√™ncia de tecnologia
  • Atividades de gest√£o cientifica

Pensando na miss√£o do PIPE e seus principais objetivos para alcan√ßar a forma√ß√£o de Recursos Humanos com o perfil de egresso acima descrito, a estrutura curricular do PIPE exige que Mestres e Doutores realizem tr√™s disciplinas obrigat√≥rias, que visam al√©m do nivelamento do corpo discente e prepara√ß√£o para a realiza√ß√£o de pesquisas em n√≠vel de Mestrado e Doutorado, dar o conhecimento geral necess√°ria na √°rea de Engenharia e Ci√™ncia dos Materiais para a forma√ß√£o de futuros professores e pesquisadores, sendo elas: i) Ci√™ncia dos Materiais, que traz uma abordagem ampla para o problema das propriedades f√≠sico-qu√≠micas dos materiais, partindo da estrutura at√īmico-molecular, passando pela estrutura cristalina e chegando √†s aplica√ß√Ķes, atrav√©s de uma bibliografia atual, nos moldes do livro-texto de W. D. Callister, Jr. John Wiley & Sons, 1997 Engineering Materials 1: An Introduction to Their properties and Applications; ii) Termodin√Ęmica dos Materiais, que aborda sob o prisma da Ci√™ncia dos Materiais, os principais conceitos e leis da Termodin√Ęmica, com √™nfase √†s transforma√ß√Ķes de fase e cin√©tica das rea√ß√Ķes, utilizando livros-texto aos moldes de Hudson, J. B., Thermodynamics of Materials: A Classical and Statistical Synthesis, John Wiley & Sons, 1996; iii) Semin√°rios, que visa a prepara√ß√£o do discente para os desafios da realiza√ß√£o tanto das apresenta√ß√Ķes de defesas de projeto, qualifica√ß√£o, disserta√ß√£o e tese, quanto para a prepara√ß√£o de aulas e outras atividades de contato com o p√ļblico inerentes √†s atividades de doc√™ncia e pesquisa.¬†¬† J√° as disciplinas denominadas optativas foram direcionadas √†s linhas de pesquisa e correspondentes projetos estruturantes do programa permitindo um ensino did√°tico avan√ßado e maior contribui√ß√£o/ embasamento. Desta forma, respeitando a multidisciplinaridade que caracteriza o programa e com foco em seus projetos estruturantes, foram retiradas disciplinas de menor abrang√™ncia, pouco exploradas e que se mostravam desnecess√°rias para o desenvolvimento das atividades de pesquisa no √Ęmbito do programa de PG em Engenharia e Ci√™ncia dos Materiais. ¬†¬†Al√©m da necessidade de realiza√ß√£o de 18 cr√©ditos para o n√≠vel de Mestrado e 36 para o n√≠vel de Doutorado, para a obten√ß√£o do grau de Doutor ou Mestre requer-se a defesa de tese de Doutorado ou disserta√ß√£o de Mestrado, respectivamente, perante uma banca examinadora composta por pesquisadores Doutores com vasta experi√™ncia cient√≠fica na √°rea de Materiais ap√≥s ¬†O grau de Doutor exige ainda a publica√ß√£o de um artigo cient√≠fico em peri√≥dico indexado ou o dep√≥sito de uma patente, e a submiss√£o de um Segundo artigo. No caso do Mestrado, √© exigida a submiss√£o de artigo cient√≠fico em peri√≥dico indexado ou dep√≥sito de uma patente. Os estudantes do PIPE devem possuir um orientador de tese ou disserta√ß√£o ao longo do desenvolvimento de seus trabalhos.

Redes Sociais

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Universidade Federal do Paraná
Setor de Tecnologia

Centro Politécnico, Edifício de Administração, 2º Andar
Fone: +55(41)3361-3308
Centro Politécnico - Jardim das Américas
Curitiba (PR), Brasil

UFPR no Facebook UFPR no Twitter UFPR no Youtube
Setor de Tecnologia

Centro Politécnico, Edifício de Administração, 2º Andar
Fone: +55(41)3361-3497
Centro Politécnico - Jardim das Américas
Curitiba (PR), Brasil

Imagem logomarca da UFPR

©2019 - Universidade Federal do Paraná -

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR